Os efeitos crônicos do treinamento aeróbio através do método contínuo na perda de gordura são bastante conhecidos. Entretanto, outras formas de exercícios também oferecem impacto significativo na composição corporal. Podemos tomar como exemplo, novas pesquisas envolvendo o treinamento intervalado de alta intensidade indicam que este método de treinamento apresenta melhores efeitos na redução tanto da gordura subcutânea como na abdominal. Além disso, quando comparado com o método contínuo, o método intervalado apresentou resultados bastante superiores em relação ao emagrecimento.

Além disso, o treinamento aeróbio tem demonstrado aprimorar tanto o condicionamento aeróbio quanto anaeróbio. Ente outras vantagens do método intervalado sobre o contínuo, ainda podemos citar:

– Diminuição da resistência a insulina;

– Aumento de participação do metabolismo oxidativo no fornecimento de energia para o exercício;

– Aumento e economia dos estoques de glicogênio muscular;

– Melhora da tolerância ao lactato

Na estudo de TRAPP et al. (2008), os autores compararam os efeitos de 3 grupos (controle x intervalado de alta intensidade x contínuo/ steady state) na gordura subcutânea e visceral após 15 semanas de treinamento.

Os protocolos foram realizados 3x durante a semana e seguiram as seguintes diretrizes:

GRUPO CONTROLE: Sem treino durante as 15 semanas

GRUPO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE: 20 minutos pedalando (8” em vel. Max com 12” de pausa em baixa intensidade);

GRUPO CONTÍNUO/ STEADY STATE: 40 minutos pedalando a 60% do VO2MÁX.

Os resultados podem ser vistos na figura abaixo

INFORMAÇÕES RETIRADAS DOS ARTIGOS

E. G. Trapp, D. J. Chisholm, J. Freund, and S. H. Boutcher,“The effects of high-intensity intermittent exercise training on fat loss and fasting insulin levels of young women,” International Journal of Obesity, vol. 32, no. 4, pp. 684–691, 2008.